" /> Chatbots: modismo passageiro ou não? - BlueLab | Automação de Atendimento | Chatbot e Voicebot Chatbots: modismo passageiro ou não?

Chatbots: modismo passageiro ou não?

02/08/2021

O conceito de chatbot

 

O chatbot é um bot de atendimento capaz de realizar interações e conversas humanas através de mensagens de texto, de forma automatizada, podendo ser integrado a plataformas de chat humano, CRM e sistemas legados.

Otimizar o atendimento ao cliente com chatbots não é uma tendência passageira. Alexa, Siri e Cortana são exemplos de Inteligências Artificiais que facilitam a vida de seus usuários.

Os chatbots solucionam atendimentos mais simples e enviam para os atendentes somente os casos mais complexos ou de alto valor agregado. Isso reduz custos, agiliza as filas e otimiza o tempo dos atendentes e, principalmente, dos clientes. A pandemia do novo coronavírus obrigou as empresas a se adaptarem ao “novo normal” do atendimento ao cliente, um consumidor cada vez mais digital, exigente e imediatista.

Neste cenário, os chatbots se tornaram a melhor opção para as organizações, principalmente aquelas com um alto volume de atendimentos.

Isso porque, durante a pandemia, com as orientações de distanciamento e isolamento social, as pessoas se acostumaram a fazer tudo online, através de aplicativos e plataformas digitais.

As restrições forçaram as empresas a entrar ou reforçar sua presença na internet, oferecendo mais opções de atendimento digital para manter seus clientes informados, engajados e consumindo.

 

Em 2020, o Brasil teve 13 milhões de novos consumidores online. E para 2021, o faturamento do e-commerce brasileiro deve ter um crescimento de 26%, segundo levantamento da Ebit/Nielsen.

Para atender essa demanda, os chatbots são a melhor opção para as empresas, além de serem uma tecnologia já aprovada pelos consumidores. E para provar isso, trouxemos números.

 

Os números sobre o uso de chatbots

 

Durante a pandemia, os chatbots foram a solução perfeita para substituir o atendimento ao cliente presencial, conforme revela estudo da Infobip chamado “Navegando na Experiência do Cliente Pós-pandemia”.

Segundo a pesquisa, que ouviu 1.235 consumidores, um a cada quatro já utilizaram chatbots para atendimento em bancos, lojas ou e-commerces. Destes, 69% afirmaram que a experiência foi excelente ou muito boa.

Tendência pré e pós-pandemia, o uso de chatbots para atendimento ao cliente cresceu em até 300% durante o período de isolamento social. E o número abaixo explica esse aumento.

Apenas na América Latina, o número de chamados por suporte no início da pandemia cresceu em 44%, segundo o “Relatório Global de Tendências de Experiência do Cliente 2021“.

E de acordo com o Gartner, em 2021, 15% de todas as interações de serviço com o cliente serão completadas usando Inteligência Artificial – com adoção significativa de texto ou voz.

Além disso, um relatório da Salesforce diz que 95% dos líderes de TI têm priorizado essa tecnologia de automação, sendo que 70% deles observam uma economia de quatro horas por funcionário toda semana.

 

Um mercado em franca expansão

 

Em 2020, o mercado de chatbots foi avaliado em US$ 17,17 bilhões, com previsão de chegar aos US$ 102,29 bilhões em 2026, segundo dados da Mordor Intelligence.

Além disso, projeções da pesquisa indiana MarketsandMarkets estimam que o mercado de chatbots deverá crescer 30% ao ano até 2024,

Ou seja, os chatbots serão cada vez mais comuns e essenciais para empresas que buscam otimizar seus processos de atendimento ao cliente.

Como você acompanhou ao longo do texto, os chatbots estão em franca expansão e mostra um previsão favorável de crescimento de mercado para os próximos anos.

 

Esperamos que tenha gostado do conteúdo. Nos vemos em breve!

 

Leia também: Qual modelo de negócio ideal para os bots?

 

Posts relacionados

Saiba tudo sobre NLP (Processamento de Linguagem Natural)

O consumidor atual é cada vez mais exigente e imediatista. Daí, um bot conversacional que não entende o usuário acaba tra...

Leia Mais

Customer Experience (CX): saiba TUDO sobre.

Customer Experience (CX), ou Experiência do Cliente, em português, pode ser considerado um dos termos “da moda” dentro ...

Leia Mais

Quais as novas profissões relacionadas aos bots?

Em 2020, o mercado de bots foi avaliado em US$ 17,1 bilhões, com previsão de chegar aos US$ 102,2 bilhões em 2026, segundo...

Leia Mais